x

Pra não perder as novidades,

Escreve o seu email aí embaixo

Prometemos só aparecer na sua caixa de entrada quando realmente valer à pena ;)

11 de agosto de 2014Beauty

Le Labo

Conheci a Le Labo (e mais especificamente o meu cheiro) através de uma amiga que sempre me deixava inebriada quando chegava perto (sim, eu roubei o cheiro dela #vergonha). Depois de algum tempo enlouquecendo com aquele perfume, resolvi perguntar de onde era e ela, que tem apartamento em Nova York, me contou super empolgada sobre uma loja em Downtown que fazia o seu perfume na hora. Eu não tinha entendido muito de como aquilo tudo funcionava, mas tratei de guardar o nome do lugar.

Alguns meses depois eu estava em Nova York e me deparei com um quiosque da marca enquanto andava pela Sacks. Na hora, o meu noivo que tem prazo de validade curto nesses lugares, não gostou nem um pouco de me ver feliz e saltitante atrás de mais alguma coisa. Foi aí que, de novo, eu comecei a falar da história do perfume (sim, eu atazanava a vida dele dizendo o quanto o cheiro de outra mulher era incrível) e em poucos minutos o vendedor já o tinha conquistado com aquele mini laboratório in loco.

Na verdade, a coisa funciona como em qualquer outra marca, você escolhe o seu perfume dentro das opções disponíveis (o cheiro em si não é personalizado). A diferença é que, além das fragrâncias deles serem de matar de boas, aquele perfume que você vai levar pra casa é feito na hora da compra. Como eu já estava atrás de um específico, nem dei muita bola pros outros e agarrei logo o meu. Nesse momento, o Fernando já tinha se encantado por algum e, como parte da embalagem também é desenvolvida na hora, o vendedor deu a ideia de um dar de presente pro outro e escrever uma mini mensagem fofa surpresa(!!!). No final eu recebi o meu Santal33 com um ‘Para papolina (um dos meus 74675 apelidos) com amor ♥’, enquanto o Bergamote22 dele chegou com ‘O melhor cheiro é o seu’.

Até hoje eu me impressiono com o tanto de gente que vem me perguntar sobre que perfume eu estou usando. O mais engraçado é que dei uma amostra pra uma amiga e ela também me contou sobre como as pessoas estavam parando ela na rua. Eu definitivamente recomendo a procura de um ponto de venda na próxima viagem. Quem sabe você também não cai de amores como eu?

• thought you might also like •

  1. Laura Borges, 11 de agosto de 2014 - 14:44

    Na última vez que nos encontramos o seu perfume me chamou muito a atenção, mas fiquei sem graça de perguntar qual seria…
    Curiosidade morta nesse momento…hum!
    Mais um post lindo Gabi parabéns! Sou fã.
    Beijos

Leave a note

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *