x

Pra não perder as novidades,

Escreve o seu email aí embaixo

Prometemos só aparecer na sua caixa de entrada quando realmente valer à pena ;)

Você está em Wellbeing

9 de janeiro de 2018Wellbeing

Gravidez, parto e algumas verdades

Acho que os motivos óbvios gravídicos mais o cuidado que eu gostaria de ter com a temática foram suficientes para que eu só finalizasse esse post algumas semanas depois do meu filho nascer. Pensei bastante em como abordar o assunto de forma real sem deixar a leveza de lado mas, no fundo, tudo bem se as interpretações finais de cada um não estiverem de acordo com a minha expectativa. Tenho procurado, mais do que nunca, focar na liberdade de vivermos nossas experiências pessoais, sem generalizações…

Continue lendo
• thought you might also like •
18 de outubro de 2017Wellbeing

Carta ao Bento

Meu filho,
Já faz um tempinho que venho tentando encontrar um caminho de mais calma, leveza e equilíbrio. Fico pensando que legal que foi eu ter começado o movimento de “organizar a casa” antes mesmo de você aparecer e, ao mesmo tempo, que curioso a sua vinda ter podido me mostrar tão rapidamente o quanto essa jornada é muito mais longa e difícil do que eu imaginava…

Continue lendo
• thought you might also like •
11 de maio de 2017Wellbeing

Slow living com Marina Costa

Acho que a essa altura todos os frequentadores desse blog (há! to metida achando que tenho frequentadores, rs) já devem conhecer a Marina. Seja pelo post do casamento dela, da identidade visual do meu casamento ou pelas mil e uma aparições no meu Instagram, hoje vocês vão entender um pouquinho melhor sobre o motivo dessa constante presença na minha vida. A verdade é que a Ma é aquela pessoa unanimidade que todo mundo quer um pedacinho. Apesar de já sermos amigas há um bom tempo, ela nunca perde uma oportunidade…

Continue lendo
• thought you might also like •
19 de janeiro de 2017Wellbeing

Despertando a Consciência

O primeiro post de 2017 se mostrou uma tarefa não muito fácil de se realizar. Foram muitas e muitas páginas rascunhadas pra chegar até aqui (a metáfora, tipo pra vida, também é verdadeira) e, relendo o primeiro post de 2016, me sinto orgulhosa de ter avançado em grande parte daquilo que busquei (além de especialmente realizada em relação à minha coerência: reescreveria tudo aquilo de novo apenas com algumas adições). Resolvi então encarar 2016 (o post e o ano) como uma introdução a 2017.

Continue lendo
• thought you might also like •