3 de novembro de 2015Style

Estilo com Pernille Teisbaek

Talvez muitas já conheçam a Pernille Teisbaek, há tempos que eu queria vir aqui contar da minha admiração por ela. Sabe, sou brasileira, carioca, e vejo que, por mais que eu tente fugir (e olha que eu tento) desse combo cabelão-minissaia-plataforma, volta e meia acabo indo quase que por osmose pra um caminho que eu não acredito. Não tenho especificamente nada contra esse visual (aliás, gosto de acreditar que não tenho nada contra nenhum visual), o que me incomoda mesmo é a falta de opção e diversidade que enfrentamos por aqui. Viajo bastante, já morei fora e sou muito observadora. Sei que, sem dúvidas, vivemos um padrão estético totalmente engessado e que, infelizmente, ele não tem muito a ver comigo. Realmente me sinto muito mais inspirada e “em casa”, quando ando pelas ruas de outros países, mas vamos voltar à moça aí de baixo.

A Pernille entrou na minha vida (leia-se entrou como inspiração na minha vida) esse ano, num momento bastante específico de muita auto busca e análise. Não por acaso, essa dinamarquesa que trabalhou muito tempo como modelo, é uma das maiores representantes do estilo minimal escandinavo que eu tenho amado e me identificado cada dia mais. Ela nunca peca pelo excesso, prioriza silhuetas soltas e masculinas e não tem medo de “não fazer a bonita”. Tem em Phoebe Philo sua maior referência de estilo e simboliza como ninguém o effortless cool de marcas como Céline e Acne.

Sinceramente, acho que não consegueria pull it off vários looks que ela usa (deem uma olhada no seu Look de Pernille), mas o bom é que a ideia não é imitar ninguém! O legal é quando uma pessoa te inspira a abrir os seus horizontes e sair da sua zona de conforto. A Pernille tem feito isso comigo. Ela vem de um outro contexto, tem uma outra bagagem e, por isso, também uma interpretação diferente do seu entorno. E mesmo que daqui há alguns anos essa interpretação não me diga mais nada, vou sempre saber que ela teve a sua importância ao longo da minha busca e construção. Tak, Pernille!

• thought you might also like •

  1. Laura Dayrell, 4 de novembro de 2015 - 15:42

    Eu sempre busco musas de inspiração também. Acredito que elas ajudam a definir melhor o nosso estilo. E, assim fica menos comum errar ao comprar um nova peça !

Leave a note

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *